Ligados historicamente como colônia e descobridor, Brasil e Portugal tem muito em comum. Desde 1500 quando os portugueses pretendiam descobrir as índias e chegaram às terras tupiniquins, que os brasileiros já queriam fazer o caminho inverso.

Lisboa, capital de Portugal, é uma síntese de tudo de bom que o país tem. De elétrico (bonde) por entre suas ruelas, admirando as casas de azulejos, ouvindo fado e comendo um pastel de nata, o turista pode sentir na pele o cotidiano do lisboeta.  

A metrópole preserva os traços de uma das cidades mais antigas do mundo (século XII a.C.), repleta de monumentos, mas também oferece o que há de mais moderno, com uma vida noturna agitada. 

O que fazer em Lisboa

Centro Histórico de Lisboa

Praça do Comércio

Perambular pelo centro histórico de Lisboa observando a arquitetura e a cultura local é muito interessante. O ponto de partida pode ser a Praça do Comércio que é conhecida também como Terreiro do Paço. Em formato retangular, o lugar tem três lados rodeados por arcadas e a quarta face de frente para o Rio Tejo. A praça era a suntuosa entrada de Lisboa, quando o acesso se dava somente pelas águas.

Arco do Triunfo e Rua Augusta

Ao passar pelo Arco do Triunfo, o principal da praça, onde dá para subir e fazer fotos incríveis da cidade, o turista chega a Rua Augusta, importante centro de comércio da cidade.

Rossio

Caminhando pelo calçadão que fica repleto de artistas de rua, se chega ao Rossio. Denominada também como Praça Dom Pedro IV, o Rossio é cercado por grandiosos edifícios e bons cafés.

Avenida da Liberdade

Continuando a caminhada o visitante se depara com a bela Avenida da Liberdade, onde pode apreciar as vitrines das luxuosas lojas de grife de todo o mundo.

Rotunda Marquês de Pombal e Parque Eduardo VII

O passeio termina na Rotunda Marquês de Pombal, onde fica uma estátua em homenagem ao estadista e se inicia o Parque Eduardo VII.

Chiado

Elevador de Santa Justa

O jeito mais divertido de se chegar ao Chiado é pelo Elevador de Santa Justa, construído por um seguidor de Gustavo Eiffel, em estilo neogótico. O embarque é feito nas imediações da Rua Augusta e lá do alto se tem uma linda vista da Baixa Pombalina, denominado assim em homenagem a Marques de Pombal, que refez o centro histórico depois do terremoto de 1755.

A Brasileira

Chiado é o famoso bairro da cena noturna da capital, onde jovens, artistas e intelectuais se encontram. Lá estão diversas lojas, livrarias, teatros, museus, bares, restaurantes e cafés, como o famoso “A Brasileira”, onde Fernando Pessoa foi imortalizado numa estátua de bronze.

Praça Luis de Camões e Ascensor da Bica

A Praça Luis de Camões é onde o Chiado se encontra com o Bairro Alto. Nos arredores fica o Ascensor da Bica, que é cartão-postal de Lisboa. O elevador que liga a Rua São Paulo ao Largo do Calhariz foi construído em 1892 e poupa as pernas dos turistas da ladeira.     

Belém

Pastéis de Belém

Esse é o bairro de onde partiram as caravelas de Vasco da Gama rumo às Índias, e onde se pode deliciar o irresistível doce português, os pastéis de nata, mais conhecidos como Pastéis de Belém. Além disso, o bairro abriga dois Patrimônios Culturais da Humanidade pela Unesco, o Mosteiro dos Jerónimose a Torre de Belém, ambos do estilo arquitetônico manuelino.

Mosteiro dos Jerónimos

O Mosteiro dos Jerónimos é um dos mais grandiosos monumentos de Lisboa, e abriga o Museu da Marinha, o Museu de Arqueologia e a Igreja de Santa Maria de Belém, onde estão os túmulos de Vasco da Gama e do poeta Luís de Camões. 

Torre de Belém

Já a Torre de Belém, que também foi construída no século XVI, tinha o objetivo de defender a cidade de invasões. O turista pode visitar todos os andares que contam a história do edifício, desde o calabouço até as torres de vigia.

Padrão dos Descobrimentos

O Padrão dos Descobrimentos é parada obrigatória para fotos. Ele simula um barco saindo para navegar  e representa a epopeia dos heróis portugueses, que saiam dali para conquistar novos mundos.

Museu dos Coches

O Museu dos Coches também é uma visita legal. Ele tem uma coleção única no mundo, que mostra dezenas de viaturas da Casa Real, desde as carregadas pelos escravos até as puxadas por cavalos.

Alfama

Sé Catedral de Lisboa

A Sé Catedral de Lisboa é um dos monumentos mais antigos da cidade, datada de 1.150. Destaque para a rosácea da fachada, que contrasta com a  construção sisuda. O bonde 28 passa na porta dela e rende uma foto linda. Inclusive você pode pegá-lo para subir até o Castelo de São Jorge.

Castelo de São Jorge

Do alto das ruínas do Castelo de São Jorge, o horizonte se descortina aos olhos do turista. A vista panorâmica de toda a cidade de Lisboa em tons de vermelho e azul é de tirar o fôlego. Nos jardins do castelo pavões e gatos dividem espaço com os que chegam. O visitante pode percorrer também as 10 torres e a muralha num sobe e desce de escadas. Além das ruínas arqueológicas o castelo tem exposição multimídia, restaurante e loja de souvenirs. Após conhecer o Castelo, desça a pé pelas ruelas do tradicional bairro Alfama e desvende os segredos de cada esquina. 

Parque das Nações

Essa é a área mais nova da cidade, com arquitetura moderna e diversas opções de lazer. O local abrigou a Expo 98, feira que marcou os 500 anos da viagem de Vasco da Gama à Índia. Uma das atrações é um bondinho que passeia às margens do rio Tejo por toda a extensão do parque. Para fazer boas fotos panorâmicas o turista deve subir os 145m da Torre Vasco da Gama, o prédio mais alto de Lisboa. O parque abriga ainda oceanário, cassino, museu de ciência, centro náutico, shopping e restaurantes.

Compras

Toda vez que vamos em Lisboa visitamos o Centro Colombo, que é um dos maiores shoppings da Península Ibérica. Ele tem mais de 340 lojas, entre elas a única Primark de Portugal, aquela loja de departamento baratinha. Lá fica também o supermercado Continete, onde você encontra vinhos, queijos, enlatados e chocolates por uma pechincha. O Armazéns do Chiado, o Centro Vasco da Gama, o El Corte Inglés e o Amoreiras Shopping Center são outras opções de shoppings. Se você prefere outlet, visite o Freeport Outlet Alcochete, que fica a menos de uma hora de Lisboa.

SINTRA

Sintra foi classificada pela Unesco como Patrimônio Mundial, na categoria Paisagem Natural, em 1995. Também não é pra menos, porque a cidade é de tirar o fôlego, com castelos nos picos dos morros e muita natureza ao redor. Era o refúgio de verão preferido dos reis portugueses.

Da estação ferroviária do Rossio partem trens que ligam Lisboa a Sintra, em 1 hora de viagem. Um bate volta imperdível. Chegando na cidade você pode pegar um ônibus turístico que passa pelas principais atrações ou sair caminhando pelas ruazinhas.

Palácio da Pena e Palácio da Vila

O Palácio da Pena é imperdível, com um estilo único e um colorido que deixa as fotos incríveis. Outro ponto que vale a visita é o Palácio da Vila, que fica no centrinho comercial de Sintra e tem duas chaminés cônicas.

A Piriquita e Queijadas da Sapa

Sintra é famosa também pelos doces conventuais, feitos com as gemas que sobravam após as claras dos ovos serem usadas para engomar as batinas dos padres e os hábitos das freiras. Não deixe de provar os deliciosos Travesseiros, folhado de creme, na A Piriquita. E as queijadinhas, da Queijadas da Sapa, considerada a fábrica de queijada mais antigas de Portugal.

Mapa dos atrativos de Lisboa

Onde se hospedar em Lisboa

Vila Galé Ópera

Veja mais opções de hotéis, valores de diárias e faça sua reserva aqui

Booking.com

Voo Belo Horizonte x Lisboa

A TAP voa de Belo Horizonte para Lisboa.

Viagens realizadas por Luana Bastos e Marden Couto em julho de 2008, fevereiro de 2013, fevereiro de 2015, março de 2017 e novembro de 2017
 

Mais destinos pela Europa